Quando tudo começou...

Então, tu já deves ter conhecido aquele tipo de pessoa que sempre fala que não gosta de cachorro pequeno, que todos são mimados, quebram fácil e cheios de mania, né? Então, prazer Juliana Xavier, criadora de Spitz Alemão. 
Minha paixão por esses seres pequerruchos foi totalmente inesperada e definitivamente sem intenções.
Nunca fui de querer ter cães de pequeno porte ou mesmo me interessar por raças populares, mas os spitz entraram na minha vida de forma totalmente aleatória.
Morava eu sozinha em Curitibanos, exatamente no centro de Santa Catarina, estava acabando a faculdade de veterinária pela federal de SC e me senti muito sozinha. Tentei trazer um dos meus huskies siberianos para me fazer companhia, mas depois de um deles quase sair pela parede do vizinho tentando fugir, achei por bem não tentar novamente essa raça em kitnet. E eu ausente quase todo o dia (na época eu morava em uma kitnet pequenininha que era colada em outras duas). 
Então, um belo dia fui a casa de uma amiga criadora, que eu havia ajudado a doar alguns cães entre amigos da faculdade. E quando vi aquele spitz, nem tão pequeno como os que costumava ver, nem tão grande quanto um husky, brincando, eu perguntei: e aquele ali, também está para doação?  E dei uma risadinha sem graça, pensando: até parece que esse cão maravilhosamente lindo é para doação. E para minha surpresa ela diz que sim. O.o
E desde então sou eternamente grata a Luciana, Canil Pequenos de Luci, por ter me dado o serzinho mais especial que poderia ter cruzado o meu caminho, o Logan.
Não só um cão lindo, com um temperamento maravilhoso, um pedigree bem interessante e uma saúde excepcional depois de passar em todos os exames recomendados da raça (cárdio, olhos, patela).
Fiquei com ele uns 2 anos sem aquela vontade de ter mais cães pequenos... mas como uma boa viciada em cães e criação, não me contive e outros começaram a aparecer.
É uma raça totalmente apaixonante e FÁCIL! Acreditem , quando eu falo que é fácil, pois eu crio/tenho huskies siberianos, antes dos spitz, garanto com 100% de certeza que os huskies são 10 mil vezes mais difíceis em vários pontos. Mas como eu costumo dizer, não somos nós que escolhemos a raça, e sim,  a raça que nos escolhe. Não tenho muitas opções, é aceitar isso e viver feliz. Já tentei por um ano, quando fiz intercâmbio, ficar sem huskies, e no fim do intercâmbio estava trabalhando num canil de husky com 30 cães, na Irlanda. Hoje eu não penso ou questiono, eu só aceito esse meu destino que acho o máximo e sou muito feliz.
Pois bem... o Logan, o Spitz, se tornou já parte de mim. Onde eu vou ele vai... onde eu estou ele está colado... com quem eu falo já pergunta como o Logan está. 
Ele é meu auxiliar nos atendimentos vets, copiloto na direção, verificador de cadelas no cio, além de cativador de novos clientes. Mil e uma utilidades, esse menino. Sim, sim,  eu e o Logan temos um acordo que ele estará no livro dos recordes, pois irá morrer com pelo menos 30 anos. Tá no contrato!
A verdade é que o Logan foi o "culpado" por esse meu interesse nos spitz e com ele pude aprender muito sobre a raça. Sobre linhagens e tipos, sobre os mitos dos "raposinhas e ursinhos", sobre a origem da raça, função, temperamento, tuuudo, e tenho a cada dia aprendido mais. Os spitz são fascinantes com essas coisas de cores possíveis, permitidas ou não. 
O desenvolvimento deles desde filhote até jovem e adulto é totalmente diferente do dos huskies e, sinceramente,  me sinto ainda uma patinha feia nessa spitzlândia de tantos criadores, linhas e tipos.
Tive a minha primeira ninhada, parceria com o Canil Theoshopater, do Paulo. Avelã e Athena nasceram na minha mão, cresceram brincando dentro de casa. E é de pequeno que a gente conhece e aprende sobre uma raça. E nossa Avelãzinha não passou no seu teste cardíaco. Ela tem PDA, persistência do ducto arterial, e apesar de ser uma patologia mínima, não causando qualquer problema físico ou limitação, ela não é apta a reprodução. 
Em seguida e atualmente tive minha segunda ninhada e, por fim, defini os tipos de nomes das minhas ninhadas de spitz...
Spitz = gostosuras = nomes de spitz serão coisas gostosas de comer. 
apresento a vocês :
Brigadeiro, Biscoito e Broa 
=)

Acho e espero que a minha vida no meio dessas raposinhas, spitz fofas e gostosas, será longa e prazerosa e que eu possa ter no futuro alguma representatividade dentre os criadores sérios.
Vou contando pra vocês à medida que for acontecendo ;)

Beijinhos e Tchau
Ju Xavier  -  24/05/2022

Filhotes Disponíveis

Julieta Theos Ho Pater Julieta Theos Ho Pater
Julieta Theos Ho Pater Julieta Theos Ho Pater
Julieta Theos Ho Pater Julieta Theos Ho Pater

Julieta Theos Ho Pater

Spitz Alemão

Fêmea

branco/creme

Saiba Tudo Sobre o Filhote
Apolo Theo Ho Pater Apolo Theo Ho Pater
Apolo Theo Ho Pater Apolo Theo Ho Pater
Apolo Theo Ho Pater Apolo Theo Ho Pater
Apolo Theo Ho Pater Apolo Theo Ho Pater

Apolo Theo Ho Pater

Spitz Alemão

Macho

branco

Saiba Tudo Sobre o Filhote

Ninhadas

Logan Logan
Zoy Zoy

Nascimento: 23/12/2021

Spitz Alemão

Machos: 2

Fêmeas: 1

Disponíveis: 1

Conheça

Entre em contato

Mensagem enviada com sucesso!

A mensagem não pôde ser enviada, tente novamente.